| Home | Compra para outras localidades | Defeitos Comuns na Partida | Dicas e Cuidados| Mapa da Localização | Tabela de Aplicações|Contato|
 
Goiânia Baterias BCF
Avenida C-17, Q 157, lote 11, Setor Sudoeste -Goiânia - Goiás - Veja no MAPA
Tel:(62) 3093-3693 ou 3087-1829
bateriasfernandes@hotmail.com.br

 

 Nosso Diferencial

- Equipes treinadas nas fábricas
- Agilidade na entrega
- Assistência técnica especializada
- Atendimento diferenciado

 

 
  Dicas e Cuidados

 


O que é uma bateria

A bateria é um acumulador recarregável de energia. Sua função é armazenar energia sob a forma química, que será transformada em energia elétrica quando o veículo solicitar. Ela serve para dar partida ao veículo, proporcionar energia para iluminação interna e externa e manter os "sistemas elétricos e eletrônicos" ativos quando o veículo estiver desligado. Uma bateria automotiva de 12 V é formada por 6 elementos constituídos por placas positivas, separadores e eletrólito. Todas as baterias aparentemente são iguais, porém, a tecnologia empregada na sua fabricação, assim como o processo, materiais empregados e sistema de qualidade são determinantes na performance e vida útil do produto.

goiania baterias 1 – monobloco de polipropileno;
2 – pólo negativo;
3 – solução eletrolítica;
4 – pólo positivo;
5 – envelope separador;
6 – placa positiva;
7 – placa negativa envelopada;
8 – sistema de fixação;


Funcionamento de uma bateria

O automóvel necessita de uma fonte de energia para que possa funcionar e essa energia e extraida da bateria. 
A bateria ou acumulador atualmente fornece ao veiculo 12 volts "CC" ( este valor foi padronizado) é constituida por 6 celulas e cada celula é composta por duas placas : 

- uma de peróxido de chumbo (Pb O2) 
- e outra de chumbo puro ( Pb ). 

Cada celula produz uma tensão de 2,1 volts. Quanto mais puro o chumbo destas placas maior sera a durabilidade e qualidade da bateria. No Brasil se ve o uso de chumbo reciclado o que faz com que a qualidade e durabilidade da bateria diminua. 

As placas são mergulhadas em eletrólito ( liquido que permite a passagem de corrente entre as duas placas ) poduz-se uma reação. Nas baterias de chumbo este liquido é usualmente o ácido sulfúrico ( H2 SO4). 
O terminal positivo de cada celula é a placa de peróxido de chumbo e o negativo é a placa de chumbo puro. 

À proporção que a corrente eletrica é drenada pelos circuitos exteriores ocorre uma reação transformando a placa, esponjosa e o péroxido da placa positiva em sulfato de chumbo ( PbSO4 ) e assim ocorre a redução do ácido sulfúrico do eletrólito para a água (H2O ). 

O automovel não só necessita de uma de energia "CC"(corrente continua) mas também de uma "CA"( corrente alternada ) a fonte de energia alternada provem do alternador que além de ser uma fonte , recarrega a bateria. 

O funcionamento do alternador é semelhante ao dinamo, a fonte de movimento do alternador são correias ligadas ao motor. 

Curiosidades

Os primeiros veículos funcionavam à base de magneto para alimentação da bobina e das velas, sendo que a partida era a base de manivela e a luz era alimentada com gás de carbureto gerada por um pequeno aparelho instalado no próprio veículo, cujo gás alimentava diretamente o farol. 

Foi nos meiados de 1912 que surgiu a ignição por bateria, este sistema fora implantado depois de uma fatalidade, um executivo de uma fabrica de automoveis fora ajudar uma senhora que estava com seu carro parado, procurou acionar a manivela. Porém a "centelha" não estava atrasada, isto é, a iginição deveria ocorrer no fim do ciclo de compressão. Estando adiantada a centelha, o retrocesso do motor foi violentissímo e a manivela escapou atingindo violentamente o rosto do infeliz Mr.Carter que veio a falecer no mesmo dia. 

Um amigo deste Mr. Carter se reuniu com o presidente da Cadillac, e ambos criaram o sistema de acionamento eletrico. O sistema funcionou muito bem e fora adotado por todos os modelos Cadillac. E hoje este sistema de ignição é utilizado em todos os veiculos de passeio. 

História da bateria

A primeira bateria tem suas origens nas descobertas do italiano Alessandro Volta em 1800, quando inventou a pilha não recarregável. 

Em 1859, o físico francês Gaston Planté idealizou uma bateria para acumular energia elétrica, constituída basicamente de duas placas de chumbo, separadas por placas de borracha imersas em uma solução diluída de ácido sulfúrico.Nascia, então, a bateria recarregável. 

Os primeiros veículos funcionavam à base de magneto para alimentação da bobina e das velas, sendo que a partida era a base de manivela e a luz era alimentada com gás de carbureto gerada por um pequeno aparelho instalado no próprio veículo, cujo gás alimentava diretamente o farol. 

Foi nos meiados de 1912 que surgiu a ignição por bateria, e os novos veículos registravam grandes melhorias e passavam a vir equipados com a partida elétrica tendo uma fonte de energia (bateria) e uma fonte de produção de corrente (dínamo ou alternador), sendo a luz alimantada pelo próprio sistema elétrico. Este conceito aplica-se até os dias de hoje.

Baterias seladas são secas?

Atualmente toda bateria automotiva no mercado brasileiro contém eletrólito (solução de ácido sulfúrico e água) seja ela selada ou convencional (com rolhas).

Baterias seladas não produzem gases quando utilizadas?

Toda bateria automotiva, (selada ou não selada) produz gases quando estão sendo utilizadas.

Os gases produzidos dentro de uma bateria selada ficam no interior?

As baterias seladas têm um respiro, por onde escapam os gases. Se os gases fossem retidos dentro da bateria, com o tempo, o aumento de pressão faria a bateria explodir. O termo "selada" é utilizado de forma exagerada uma vez que nenhuma bateria é completamente fechada, e possui respiro.

Bateria "livre de manutenção" precisa ser selada?

Em todo o mundo existem baterias "livres de manutenção" com rolhas. Bateria livre de manutenção está relacionada com os materiais que são utilizados em sua fabricação e não se a bateria é selada ou com rolhas.

Entende-se como bateria livre de manutenção aquela que é construída com uma "liga" que produz baixa liberação de gases, seguindo as normas do BCI (Battery Council Internacional). Portanto, bateria livre de manutenção não precisa ser selada.

Baterias com prata são todas iguais?

Existem várias tecnologias que utilizam prata como elemento de liga para fabricação de baterias. No Brasil existem baterias com grades fundidas e outras com grades expandidas. As baterias com grades expandidas (de última geração) são mais duráveis e com maior desempenho. No Brasil somente a ENERTEC faz baterias com liga de prata com grades expandidas.

Rótulos sempre descrevem as características reais?

Existem fabricantes que colocam em seus rótulos valores indicativos que não refletem os testes baseados em normas nacionais e internacionais. Só confie em produtos de marcas consagradas.

Instalação da bateria no seu veículo 

Consulte a tabela de aplicação de baterias indicadas para o veículo 
Caso haja derramamento de solução, lavar as partes afetadas com água e bicarbonato de sódio, pois neutraliza a açãodo ácido sulfúrico. 
Nunca deixar o nível de solução abaixo dos separadores e placas. Complete o nível dos vasos somente com água destilada. 
Mantenha limpo os pólos e conexões, protegendo-os com vaselinaou graxa mineral. 

Manutenção 

Examinar a cada 30 dias o nível da água (baterias convencionais); se necessário, completar com água destilada sem ultrapassar o nível. 
Examinar os pólos negativos e positivos quanto à oxidação (zinabre). Caso estejam oxidados, devem ser limpos com uma solução de água e bicarbonato de sódio. 
Examinar o suporte da bateria verificando se está bem fixada. 
Fazer periodicamente um check-up no sistema elétrico do veículo verificando o sistema de carga, tensão da correia e acessórios elétricos com defeito. 

  • Cuidados no manuseio da bateria
    GASES
    Proteja os olhos. Gases explosivos. Podem causar cegueira.
    CHAMA
    Perigo de combustão. Não aproxime cigarros acesos ou qualquer tipo de fogo
    CORROSÃO
    Evite contato com o ácido. Conserve rolhas apertadas e suspiros desobstruídos. Solução altamente corrosiva. Pode causar queimaduras.
    CUIDADOS
    No caso de contato com a pele, lave imediatamente em água corrente. Se ingerido ou aspirado, beba muito líquido e procure socorro imediato.
    Riscos do contato com a solução ácida e com o chumbo
    • A solução ácida e o chumbo contidos na bateria se descartados na natureza de forma incorreta poderão contaminar o solo, o subsolo e a s águas. O consumo de águas contaminadas pode causar hipertensão arterial, anemia, desânimo, fraqueza, dores nas pernas e sonolência.

    • O contato da solução ácida com os olhos causa conjuntivite química e com a pele dermatite de contato. No caso de contato acidental com os olhos ou com a pele, lavar imediatamente com água corrente e procurar orientação médica.

    O manuseio e/ou disposição inadequada de baterias veiculares usadas, degrada o meio ambiente e pode ser prejudicial à sua saúde.

    Associação Brasileira de Indústria Elétrica





    Consumidor

    Você também é responsável
    DEVOLVA AQUI
    SUA BATERIA USADA

    Ligue (62) 3093 - 3693 Buscamos em casa sua bateria usada

    Conforme resolução 257/99 do CONAMA:

    • Todo consumidor/usuário final é obrigado a devolver sua bateria usada a um ponto de venda. Não descarte no lixo.

    • Os pontos de venda são obrigados a aceitar a devolução de sua bateria usada, bem como armazená-la em local adequado e devolvê-la ao fabricante para reciclagem.


    Alô Baterias - Goiânia - Goiás
    Tele-Entrega: (62) 3093 - 3693

Conheça nossa linha completa de produtos nas marcas:
www.bateriasgoiania.com.br